Dicas para ser um(a) ótimo(a) puxa-saco

Puxa-saco é o tipo de pessoa que você encontra em qualquer lugar, na empresa, na igreja, no clube, na associação, em casa, em qualquer situação. Tem um monte de gente querendo ser um(a), mas infelizmente nem todos conseguem.  Por isso, (embora eu não recomende a ninguém ser puxa-saco) aí vão algumas dicas para quem quer se tornar um(a) ótimo(a) puxa-saco.

1.  Saiba escolher a pessoa certa para você ser um(a) puxa-saco dela

Você já deve ter ouvido alguém falar que a pessoa X passou a elogiar demais o Fulano porque ele sim poderia ajudar a ter um aumento de salário. Era todo(a) cheio(a) de gentilezas com ele, cumprimentava, desejava bom final de semana, trazia presentes para esse Fulano. E depois de algum tempo percebeu que não era o Fulano que podia ajudar e sim o Sicrano.

Então, antes de se tornar um(a) puxa-saco de alguém, descubra se essa é a pessoa que realmente pode te ajudar em alguma coisa, senão você vai perder o seu tempo.

2. Saiba escolher o momento certo para ser um(a) ótimo(a) puxa-saco.

Se você tem certeza de que escolheu a pessoa certa, o próximo passo é saber a hora para começar a fazer elogios. É preciso estar atento para escolher o momento certo para dar os primeiros passos. Não deixe para ser um(a) puxa-saco somente nas ocasiões de festas (Páscoa, dia das mães, dia dos pais, Natal) e aniversário da pessoa, e nem em época de acontecimentos tristes, como por exemplo, ficar ligando toda hora para consolar a pessoa por conta de falecimento de algum familiar dela. Seja discreto(a) e faça os seus elogios diariamente.

3. Não deixe que a pessoa perceba que você é, ao mesmo tempo, um(a) puxa-saco de outra pessoa

Como o ciúmes existe em grande parte das pessoas, é bom você considerar que o seu “alvo” pode não gostar de saber que você está sendo puxa-saco de uma outra pessoa. Nunca deixe transparecer que você tem outros alvos para conseguir o seu objetivo.

Cuidado também com os seus amigos e amigas “fofoqueiros(as)” que poderão contar ao seu “alvo” quais são os seus reais interesses para com ele.

4. Saiba qual o momento certo para deixar de ser puxa-saco

Bom, nem todo mundo gosta de ser bajulado mais do que o necessário. Algumas pessoas já procuram deixar isso bem claro para evitar os puxa-sacos e fazem questão de alertar os candidatos a não se declararem abertamente. Nesse caso, é melhor nem se aproximar delas. Outras pessoas percebem os puxa-sacos aos poucos e vão se afastando deles.

5. O que fazer se os seus esforços como puxa-saco não valem nem valerão a pena?

Se você mesmo(a) perceber ou já percebeu que a pessoa “alvo” não ajudou, nem ajuda, nem ajudará, apesar de todos os seus elogios e “grudes” é melhor mudar o seu foco para alguma outra pessoa que você tenha em mente. Claro que você não deve se afastar delas nem descartá-las até porque elas poderão vir a ter serventia para você, novamente, em outro momento.

Bom, esses são alguns comentários, mas certamente no seu dia-a-dia você encontrará outras situações.

Nelson Fukuyama

*Nelson Fukuyama é Gestor e Colunista do portal Dicas Profissionais, Diretor da Yama Educacional, Colunista dos portais Carreira&Sucesso da Catho e da Revista Atitude Empreendedora, Palestrante do Dicas Profissionais Highlights 2013. Usa sua trajetória profissional ascendente, de trainee de consultoria externa a diretor de empresas nacionais e multinacionais para falar sobre comportamentos no ambiente de trabalho.

www.dicasprofissionais.com.br

 

Portalg14

Facebook Comments

Deixe uma resposta