Paulete foi agredida por três homens em Morrinhos (Foto: Delegacia Regional de Acaraú/Divulgação)

Duas pessoas foram presas no início da tarde deste domingo (19), suspeitos de participar da agressão a uma travesti na madrugada deste domingo (19), em Morrinhos, na Região Norte do Ceará. De acordo com a Delegada Rita de Cássia Vieira Barbosa, plantonista da Delegacia Regional de Acaraú, o caso ocorreu por volta das 4 horas da manhã.  A travesti, conhecida por ‘Paulete’ foi agredida no abdômen com uma faca, teve cortes no pescoço e chutes na cabeça.

Três homens são suspeitos de agredir a travesti. Uma testemunha chamada Rute  disse à polícia que ‘Paulete já estava em coma quando foi encaminhada para o hospital municipal de Morrinhos. A travesti teve cortes no pescoço e o abdomem perfurado.

Segundo uma das irmãs de ‘Paulete’, primeiramente ela foi levada para o hospital municipal de Morrinhos mas, devido à gravidade dos ferimentos, precisou ser encaminhada para o Hospital Regional de Sobral, onde foi submetida a uma cirurgia e, em seguida, encaminhada para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) onde permanece em estado grave.

De acordo com a delegada Rita Vieira, os três suspeitos já têm passagens pela polícia. Dois dos agressores estavam cumprindo pena em regime semiaberto, foram presos em fragrante e estão na Delegacia Regional de Acaraú. A polícia ainda está à procura do terceiro agressor, mas até o  início da noite deste domingo, ele ainda não havia sido localizado. Existe a informação de que ‘Paulete’ já teria tido um relacionamento amoroso com um dos agressores.

Dandara
A agressão ocorre pouco mais de um mês do assassinato da travesti Dandada dos Santos, em Fortaleza. O crime aconteceu no dia 15 de fevereiro, no Bairro Bom Jardim, e ganhou repercussão nas redes sociais após o compartilhamento do vídeo que mostra a travesti sendo agredida por um grupo de homens no meio da rua.

O vídeo, gravado por uma pessoa que está com o grupo de agressores, mostra parte da violência. Três homens dão chutes e batem em Dandara com um chinelo. Ela fica com marcas de sangue pelo corpo e não consegue reagir. Os suspeitos ordenam que a travesti suba em um carrinho de mão. Machucada, ela não consegue levantar e cai novamente ao chão, quando dois agressores dão chutes direto na cabeça da vítima. Oito pessoas já foram presas suspeitas de participação no assassinato de Dandara.

 

Do G1 CE

Share Button