a charge de Quase R$ 4 bi já saíram dos cofres públicos para a Rio 2016A primeira Olimpíada da América Latina começa oficialmente hoje (5) com a cerimônia de abertura. Os custos para a realização da Rio 2016 não são baixos. Só em 2016, R$ 3,8 bilhões já saíram dos cofres públicos para segurança, incentivo à cultura brasileira e infraestrutura para realização do evento.

De acordo com levantamento realizado pelo Contas Abertas, a previsão inicial era que R$ 1,5 bilhão fossem desembolsados por meio de iniciativa constantes do Orçamento Geral da União para este ano. Desse total, R$ 945,8 milhões, isto é, 64% do montante previsto, já foi desembolsado pela União.

Porém o orçamento do ano cresceu com a edição da Medida Provisória nº 734, de 2016. A medida permitiu que o governo federal liberasse no final de junho R$ 2,9 bilhões como auxílio financeiro ao Estado do Rio de Janeiro para Segurança Pública dos jogos, recursos liberados por meio da.

Dentre os recursos previstos desde o início no orçamento da União, a maior parcela diz respeito ao Ministério do Esporte, que conta com R$ 601,2 milhões para a Rio 2016 neste ano. Do total, R$ 510,7 milhões já foram efetivamente pagos. Cerca de R$ 84,4 milhões foram aplicados, por exemplo, em instalações de treinamento para os jogos.

Os recursos do Ministério do Esporte também serviram para aquisição de material e equipamentos esportivos (R$ 44,5 milhões) e melhorias no estádio Maracanã (R$ 6,4 milhões). Ainda estão incluídas a implantação de infraestrutura para os jogos como o Estádio Aquático (R$ 50,2 milhões), Centro Nacional Equestre (R$ 77,3 milhões) e Centro Nacional de Tiro (R$ 40,1 milhões), por exemplo.

O Ministério da Cultura, por sua vez, desembolsou R$ 11,2 milhões neste ano para a promoção da cultura brasileira nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio. Já a Presidência da República aplicou R$ 10,2 milhões para ações de inteligência voltadas para a realização do evento.

O restante dos recursos estão divididos entre os ministérios da Justiça e da Defesa, com recursos destinados exclusivamente para a segurança, sendo que R$ 394,2 milhões estão sob responsabilidade do primeiro e R$ 395,6 milhões sob comando do segundo. As iniciativas envolvem desde o planejamento, operação, simulação e fiscalização de segurança até policiamento ostensivo, segurança, vigilância e controle de acesso e prevenção de incidentes e ao terrorismo.

Os Jogos

Mais de 11 mil atletas competem na primeira edição dos Jogos Olímpicos da América do Sul. A disputa envolve 42 modalidades olímpicas durante 19 dias de competição. Ao todo são 306 provas que valem medalhas: 136 femininas, 161 masculinas e nove mistas.

A Abertura das Olimpíadas 2016 acontecerá na cidade do Rio de Janeiro nesta sexta (5), com horário de início previsto para às 19h15 com a realização de um show preliminar. No entanto, o horário da cerimônia, propriamente, será pontualmente às 20h e irá durar até, aproximadamente, 23h20. A cerimônia de abertura dos jogos Olímpicos no Brasil acontecerá no Estádio do Maracanã.

Paes fala com Temer sobre preparativos e problemas dos Jogos

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, passeou pela cidade e conversou por telefone com o presidente interino Michel Temer sobre os últimos preparativos e problemas na organização da Olimpíada nesta sexta-feira, dia da aguardada cerimônia de abertura no Maracanã.

Paes participou logo cedo da passagem da tocha pelo Cristo Redentor e depois seguiu para o centro revitalizado da cidade, onde ficará acessa a pira dos Jogos Rio 2016.

Na nova Praça Mauá, o prefeito chegou a se emocionar com um mensagem gravada de um discurso do papa Francisco em alusão ao Jogos do Rio, que foi exibida em um telão.

O prefeito recebeu um telefonema do presidente interino Michel Temer e na conversa falou dos últimos preparativos e problemas da cidade.

Na conversa, segundo uma fonte ligada ao prefeito, Paes falou sobre os problemas financeiros enfrentados pelo Comitê Rio 2016, das cobranças do COI sobre as dificuldades no acesso ao Parque Olímpico da Barra, dos problemas no serviço de revista de bolas e raio X nas arenas e das críticas feitas à Vila dos Atletas.

Ao ser questionado pela Reuters sobre o teor da conversa, Paes disse: “Ele me ligou para perguntar se estava tudo bem e eu disse que estava tudo tranquilo.”

Na última hora, o Comitê Rio 2016 conseguiu um socorro financeiro dos governos federal e municipal de 270 milhões de reais para fechar as contas das cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos, de acordo com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Os recursos seriam usados para fechar as contas do comitê organizador, que carregam um déficit que até o mês passado era de cerca de 500 milhões de reais, de acordo com uma fonte da organização.

O Comitê Rio 2016 informou à Reuters que os novos recursos estão disponíveis, mas a decisão de como utilizá-los está sendo analisada. Segundo o comitê, a utilização da verba não é “tão simples quanto parece”.

Separadamente, a Justiça Federal do Rio de Janeiro acatou um pedido do Ministério Público Federal para que seja dada transparência aos gastos e receitas do Comitê Rio 2016.

“Aqui se busca a transparência da organização desse evento de alto interesse público, com vultosos recursos federais, para o devido controle social, em tempos de cultura da informação”, disse o procurador do grupo de trabalho da Olimpíada de 2016, Leandro Mitidieri.

 

Fonte: Contas Abertas/Reuters/Municipios Baianos/Portalg14

Share Button