O clima esquentou e tende a polemizar na cidade de Camaçari, vizinha de Salvador. O vereador Jackson Josué (PT) soltou o verbo contra a administração de Antônio Elinaldo (DEM). O petista, no uso da tribuna popular da Câmara de Vereadores, apontou dois secretários do democrata que recebem salários maiores do que o presidente da República.

“O salário do presidente é de R$ 30 mil. Tenho aqui em minha mão, que nunca vou trazer inverdade nesta Tribuna… que tem aqui um termo do prefeito parceiro do povo, que ia valorizar principalmente vocês que foram pra rua, aonde ele traz dois servidores do Estado que eu vou dizer o nome: Reginaldo Paiva de Barros, secretário de Administração com uma bagatelazinha viu senhores… No mês de janeiro com R$ 41.440 e o mês de fevereiro R$ 41.440”, denunciou.

No discurso ele ainda reitera pesquisas feitas no sistema do Tribunal de Contas dos Municípios. “Meu papel aqui nessa Casa… Fui no TCM e a gente não encontra os secretários. Aí, de repente, não tá os nomes. Funcionários de carreira do Estado que estão para se aposentar, mas oneram o município por mês R$ 41 mil”, completou.

Além do titular da pasta de Administração, o petista também apontou para o secretário da Fazenda de Camaçari. “Sabe quanto é o salário dele? Janeiro: R$ 37 mil. Fevereiro foi de R$ 47.940,18. Esse foi o salário só de fevereiro. Como é que pode o prefeito que defendia a moralidade aonde sabemos que um salário de secretário é de R$ 15 mil?”, questionou.

Ainda pelos cálculos do edil, só no primeiro ano, quando for findado, a prefeitura gastaria algo em torno dos R$ 900 mil por ano só com o salário dos dois secretários citados.

Camaçari: Guitarrista Ricardo Primata realiza workshop

O guitarrista baiano Ricardo Primata comandará um workshop musical em Camaçari, cidade da região metropolitana de Salvador, nesta quinta-feira (20). O evento será realizado a partir das 19h, no Teatro Alberto Martins.

No workshop, voltado para estudantes de guitarra, Primata mostrará ao público técnicas , timbres e ritmos através da sua experiência com a música. A programação conta ainda com a participação do também guitarrista e produtor musical Salatiel Meireles.

O ingresso para o evento custa R$ 10 e pode ser adquirido na loja Planeta Musical, localizada no centro de Camaçari.

  • SERVIÇO:

Workshop Musical com Ricardo Primata (participação de Salatiel Meireles)

Data: 20 de abril (quinta feira)

Horário: 19h

Local: Teatro Alberto Martins (Camaçari)

Ingressos: R$ 10 (podem sem adquiridos na loja Planeta Musical, no centro de Camaçari).

Não terá mais contrapartida da Bahia Norte para Camaçari pela Via Metropolitana

O Governador Rui Costa disse na manhã de terça-feira (18) durante entrevista na Bridgestone, que não há mais discussão sobre as contrapartidas da Bahia Norte para Camaçari devido a construção da Via Metropolitana, que ligará Camaçari a Cia-Aeroporto.

Na época do lançamento da obra foi anunciado que a concessionária ofereceu, como contrapartida ao município, a duplicação e requalificação da Estrada da Cascalheira, do viaduto de acesso a Camaçari e iluminação de todo o trecho urbano.

Além disso, foi mencionada a possibilidade de liberar a Via Las Palmas, entre outras opções a escolher pela comunidade, tudo isso condicionada ao deslocamento do local da praça de cobrança do pedágio para a região de Catu de Abrantes, próximo ao Rio Joanes.

Como essa mudança não aconteceu, não existe mais a discussão sobre as contrapartidas da Bahia Norte, disse o governador.

As obras

Avançam rapidamente as obras da Via Metropolitana Camaçari-Lauro de Freitas, que ligará a Rodovia CIA-Aeroporto (BA-526) à Estrada do Coco (BA-099) contornando a região central do município de Lauro de Freitas, o que deverá aliviar o sistema viário da região norte da capital como as avenidas Paralela e Dorival Caymmi e o Complexo Dois de Julho, próximo ao Aeroporto Internacional de Salvador. A construção, que é de responsabilidade da Concessionária Bahia Norte, já atingiu mais de 78% de conclusão.

Com investimento de R$ 220 milhões, o projeto conta com pista dupla, sendo duas faixas por sentido de tráfego, canteiro central, e terá 11,2 km de extensão, além de 5,8 km em interseções. Os usuários contarão com atendimento médico pré-hospitalar e socorro mecânico ao longo da ligação viária.

Hospital em Vera Cruz corre risco de desabamento

O Hospital Municipal Maria Amélia, localizado na Ilha de Itaparica, no município de Vera Cruz, não tem prazo definido para reabrir. A unidade teve que ser fechada devido ao risco iminente de desabamento da laje que cobre a área da recepção. O problema foi constatado por engenheiros que atuam na recuperação da unidade de saúde.

De acordo com o laudo técnico, a estrutura apresenta rachaduras, ferragens oxidadas e falta de concreto, mas as falhas estavam encobertas pela massa corrida e pela pintura utilizada na reforma feita no ano passado pela gestão anterior. “O espaço com risco de desabamento é o mesmo onde foi instalada a recepção, mesmo lugar que dezenas de munícipes aguardavam atendimento”, explicou por nota o prefeito Marcus Vinicius.

Ainda conforme o prefeito, o processo de recuperação do hospital previa a requalificação apenas dos leitos e a compra de equipamentos do centro cirúrgico, em não envolvia a área da recepção, por isso a obra ficou mais complexa.

Pedra do Cavalo está com 62% de sua capacidade de armazenamento

O presidente da Embasa, Rogério Cedraz afirmou que a situação do estado é alarmante e que inclusive pode culminar num possível racionamento de água em Salvador. Apesar das chuvas registradas nos últimos dias na capital baiana, os níveis das barragens que abastecem a cidade se mantém abaixo do esperado.

“Para recarregar os mananciais que abastecem Salvador e parte da RMS, é preciso que chova na bacia do recôncavo norte, na região de Camaçari, Mata de São João e Dias D’Ávila”, explica o presidente da empresa pública que faz a gestão do fornecimento de água.

Caso, de fato, seja necessário implantar racionamento no abastecimento de água de Salvador e Região Metropolitana (RMS), Cedraz revelou, que a Embasa “há muito tempo” já tem estudos prontos. São várias alternativas avaliadas, mas a concessionária trabalha com a possibilidade de dividir a cidade em setores e, ao longo da semana, cada um deles ficar um dia ou 12 horas desabastecido.

Ele revelou ainda que Salvador e RMS, diante do volume que há nos reservatórios, têm um prazo “de 45 a 60 dias de continuidade”. No entanto, isto não significa que daqui a dois meses haverá de fato o racionamento. “Não temos a condição de previsibilidade total. Uma série de fatores influenciam, mesmo que não chova, mas se tiver um tempo todo nublado e não haja evaporação, se prorrogam os processos”, afirmou.

A situação está sendo avaliada, a cada dez dias. “Depende do volume de água que eu vou ter que tirar do sistema. Se porventura precisarmos chegar até esse ponto que é o limite, está tudo equacionado”, ressaltou.

Dados fornecidos ao Aratu Online pela Embasa revelam que a barragem de Pedra do Cavalo – responsável por cerca de 60% do abastecimento de Salvador -, está com 62,88% da sua capacidade total de acumulação. O restante do sistema é abastecido pelas barragens de Joanes I (atualmente com 85,18% de sua capacidade total), Joanes II (36,63%), com menor contribuição dos reservatórios de Ipitanga I (41,81%) e Ipitanga II (30,91%).

Cruz das Almas: UFRB, Embrapa, FAEPE e ABA celebram parceria pela avicultura e suinocultura

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), a Embrapa Mandioca e Fruticultura, a Fundação de Apoio Ao Ensino, Pesquisa e Extensão e de Planejamento Estratégico (FAEPE) e a Associação Baiana de Avicultura (ABA) assinaram termo de cooperação técnica e científica para execução do Projeto de Desenvolvimento da Avicultura e Suinocultura (PDSA) no Estado da Bahia. O evento aconteceu neste mês de abril, na Reitoria da UFRB, em Cruz das Almas.

Estiveram presentes na solenidade de assinatura o reitor da UFRB, Silvio Soglia; o chefe-geral da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Alberto Vilarinhos; a presidente da FAEPE, Maria Stella Eloy; e o presidente da ABA, Dario Neto II. Pelo termo, as instituições se comprometem a elaborar anualmente planos de trabalho, participar conjuntamente de chamadas públicas, apresentando projetos de pesquisa, de desenvolvimento e/ou inovação, e identificar fontes de recursos financeiros para fomentar o desenvolvimento das atividades avícolas e suinícolas na Bahia.

O reitor da UFRB explicou que a parceria é resultado de debates e ações conjuntas que já vêm sendo desenvolvidos desde 2009 por iniciativa de instituições e empresas do setor, e que contaram com a participação da Universidade, por meio de seu Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB). O diretor do centro, Elvis Vieira, ratificou a disposição da direção, dos professores e dos técnicos da Fazenda Experimental em continuar colaborando com a parceria. “Logo que fomos procurados, abraçamos esta ideia. Queremos diversificar e dar melhores condições de ensino, pesquisa e extensão para nossos alunos”, disse.

De acordo com o documento, caberá à UFRB oferecer novas linhas de pesquisas nos cursos de graduação e de pós-graduação no CCAAB, contemplando as cadeias produtivas de suínos e aves; disponibilizar seus laboratórios, campos experimentais e demais estruturas necessárias às pesquisas de interesse do PDSA; permitir a implantação de uma infraestrutura de referência que contemple a criação e abate de suínos e aves, e eventualmente a produção de insumos e a comercialização de suínos e aves; dentre outras ações descritas no documento.

Já a Embrapa irá disponibilizar resultados de pesquisas para a sua adequação e aplicação ao sistema de produção da avicultura e suinocultura baiana. O chefe-geral da empresa ressaltou que, para além do compartilhamento dos resultados científicos nesta área, também é importante promover uma transformação da cadeia produtiva. “A mandioca tem um potencial muito grande para ser utilizada na produção animal, mas que ainda é pouco explorado. É esse viés que a gente quer explorar neste acordo, além de contribuir com a transferência e adoção dessa tecnologia”, ressaltou.

 

Fonte: Bocão News/G1/Camaçari Noticias/Bahia.ba/FortenoRecôncavo/Municipios Baianos

Share Button