BrumadoCom a escassez de água e a falta do sistema de esgotamento sanitário, várias famílias de comunidades rurais do município de Brumado são obrigadas a utilizar água poluída captada do Rio do Antônio para os afazeres domésticos. Seja esgoto de residências, de empresas, indústrias e até de hospitais, todo ele é despejado no Rio do Antônio.

Porém, no seu percurso até chegar às comunidades, a natureza consegue minimizar os efeitos da poluição, fazendo a água captada pelas famílias afetadas pela seca apresentar um aspecto límpido e sem odor.

No entanto, o líquido está cheio de coliformes fecais lançados sem discriminação no leito do manancial.

Segundo apurou o site Brumado Notícias a comunidade mais afetada é a do Jacaré, a primeira que recebe o rio fora da sede do município.

Há décadas, o Rio do Antônio se tornou o local de despejo do esgoto da cidade.

Quem chega ao município pela BA-262, logo se depara com um imenso esgoto a céu aberto, localizado na passagem da ponte da Avenida Coronel Santos.

Todo o percurso do rio que corta a sede do município tem águas escuras, contaminadas pelo esgoto despejado em seu leito.

Há anos que as manobras da política e da falta de governabilidade vêm ludibriando a comunidade brumadense com os discursos eleitoreiros para a recuperação do rio, através do sistema de esgotamento sanitário, mas as falácias se perderam nas promessas vazias.

Que o próximo gestor, seja ele quem for, entenda o que é de real necessidade para a boa qualidade de vida da população e possa aplicar em sua administração os falatórios esbravejados em seus discursos de campanha.

Brumado: Prefeitura protocola projeto para o plano de carreira dos professores no legislativo

Na tarde da última quinta-feira (15), uma representante da prefeitura, acompanhada de membros da APLB/Sindicato e de alguns professores, esteve na Câmara de Vereadores, onde foi protocolado o projeto de lei 015/2016, que trata da implantação do plano de carreira dos professores de Brumado.

O executivo também protocolou o ofício do gabinete do prefeito, de nº 158/2016, que trata da atualização da tabela de vencimentos dos professores, que ficou acordada na mesa de negociações entre o administrativo, o sindicato e a comissão dos educadores.

O reajuste aprovado na câmara teve a data alterada para o mês de outubro.

Seguindo o regimento interno e o prazo determinado para votação de projetos, o plano de carreira dos professores só poderá ser votado na sessão da próxima segunda-feira (19).

Mesmo com o projeto já protocolado, a APLB/Sindicato lembrou que os professores, mesmo tendo retornado às salas de aula, continuam em estado de greve até que o projeto seja aprovado e publicado no Diário Oficial do Município, o que já deve acontecer na próxima terça-feira (20), dia em que deverá ser declarado oficialmente o fim da greve dos professores de Brumado.

Caculé: Justiça Eleitoral embarga obras realizadas pela prefeitura

Em decisão liminar, publicada na quarta-feira (14), a Juíza Eleitoral da 93ª Zona, Leonor da Silva Abreu, deferiu o pedido feito pelos advogados da Coligação “A força vem do povo”, que entraram com ação contra o prefeito e candidato à reeleição, Beto Maradona (DEM), por abuso de poder político e de autoridade.

A ação questiona as publicações feitas pelo atual prefeito em sua página oficial no Facebook, através da qual ele anunciava a realização de obras, fazendo referência ao seu slogan de campanha.

Os advogados alegaram que as publicações, feitas durante o período eleitoral, tinha como principal finalidade angariar votos. Eles também destacaram que as obras foram iniciadas sem aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA).

Na decisão, a Justiça Eleitoral suspendeu as obras até o dia 02 de outubro. Além disso, determinou o prazo de cinco dias para que sejam encaminhadas cópias dos contratos licitatórios para aquisição de asfalto, acompanhados dos documentos comprobatórios da aquisição.

Riacho de Santana: Prefeito nega acusação de abuso do poder econômico na campanha

O prefeito de Riacho de Santana e candidato à reeleição, Alan Antônio Vieira (PSD), mostrou indignação com a denúncia protocolada na Justiça Eleitoral de que teria cometido o crime de abuso do poder econômico na campanha eleitoral. Segundo a denúncia, o gestor teria autorizado e financiado o abastecimento de motocicletas para participar de evento de campanha.

De acordo com o Jornal do Sudoeste, o gestor já prestou esclarecimentos ao Ministério Público Eleitoral da 113ª Zona Eleitoral. Para ele, a denúncia é “leviana e inconsequente”. Vieira esclareceu que a programação ocorreu de forma espontânea por parte dos eleitores e simpatizantes da coligação “Inovação e Experiência”.

“Nossos adversários, por não terem como se livrar da própria biografia e conscientes de que a população riachense não se esqueceu das ações nefastas que patrocinaram quando no poder, bem como de seus principais apoiadores, se valem de expedientes baixos para tentar nos atingir. Nos medem pela mesma régua que medem suas ações. Mas felizmente não vão conseguir ludibriar a boa-fé da nossa gente”, enfatizou o prefeito.

 

Fonte: Brumado Noticias/Municipios Baianos/Portalg14

Share Button