A instituição chinesa pretende investir em empreendimentos privados no Piauí. O banco já financia 25 iniciativas no Brasil.

Reunião com o Representante China Development Bank Corporation Rio de janeiro Representações, Su Bin, Diretor Xu Yuankun, Zhao Hao e Chen Xi, Secretá (Foto:Marcelo Cardoso)

O governador Wellington Dias se reuniu, nesta quinta-feira (16), no Palácio de Karnak, com os representantes do Banco de Desenvolvimento Chinês (China Development Bank Corporation). A oportunidade serviu para uma conversa preliminar entre o Governo do Estado e a instituição bancária, a ideia é proporcionar aos investidores no Piauí melhores condições de financiamento com taxas de juros menores e maiores prazos.

Reunião com o Representante China Development Bank Corporation Rio de janeiro Representações, Su Bin, Diretor Xu Yuankun, Zhao Hao e Chen Xi, Secretá(Foto: Marcelo Cardoso)

Participaram da reunião, também, a superintendente da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Lucile Moura, o superintendente da Secretária do Planejamento (Seplan), Sérgio Miranda e o assessor especial da secretaria de Governo (Segov), Sergio Vilela.O Banco de Desenvolvimento Chinês possui uma carteira de investimento em 25 projetos no Brasil em área como a agricultura, a mineração, energias renováveis e infraestrutura em transportes. O foco principal de atuação da instituição bancária é diretamente no setor privado de produção. Segundo os representantes do banco chinês, entre os parceiros está o Banco do Brasil (BB), e a projeção é de aplicar US$ 500 milhões no banco brasileiro para financiar projetos no país. As taxas de juros aplicadas pela instituição chinesa giram em torno de 0,7% a 4% ao ano.

De acordo com o governador Wellington Dias, a ideia é trabalhar uma parceria entre o Banco de Desenvolvimento Chinês, o BB e a Agência Piauí Fomento. “Estudarmos fazer com que essa parceria do banco chinês e o Banco do Brasil permita financiamentos junto com a nossa Agência de Fomento do Piauí e beneficiar os projetos de produção, de indústria que estão no nosso banco e a partir daí será possível a gente oferecer a uma taxa mais baixa e ter uma parceria em co-garantia da parte do estado”, afirmou o chefe do executivo estadual.

Governo do Estado do Piauí/Portalg14

Share Button